2008/04/03

Mensagem do espaço sideral

Mais um monótono dia se arrasta no trabalho, entre uma xícara de café e outra já se passaram quase quarenta anos em que ingressara no SETI. Desde então, sua maior descoberta não passava de uma interferência de um velho liqüidificador localizado a alguns quilômetros de distância, tornando sua carreira um tanto desinteressante. Depois da terceira pausa de café do dia, fazia uma média de seis paradas diárias, voltou para sua sala imaginando o que fazer o resto do dia para passar o tempo, pois trabalho era o que menos se fazia naquele instituto. Foi quando lia o terceiro e-mail em seqüência que ouviu o bip do antigo equipamento de detecção de sinais, a maior parte do equipamento se encontrava em situação precária devido ao baixo orçamento, então era comum algum ativar sem qualquer razão; mas desta vez era diferente, via nos gráficos gerados quase automaticamente que não se tratava de uma simples não conformidade, sentia também um arrepio em todos os pelos do corpo que indicava que desta vez não seria um mero liqüidificador de alguma família da região.

O sinal se manteve por poucos minutos, no máximo cinco, mas foram o suficiente para encher de entusiasmo este experiente cientista, que sem perder tempo submetia estes dados para serem analisados com urgência através da SETI@home. Em poucos dias obteria os resultados que esperava há tempos, já imaginava o programa voltando aos tempos áureos quando durante a última grande guerra suas antenas eram usadas para interceptar mensagens de inimigos. Sabia que era questão de tempo para se identificar a origem do sinal, que desta vez sua intuição o dizia serem de uma origem longínqua, e logo uma equipe de grandes mentes, incluindo ele mesmo, auxiliados pelo poder computacional da rede SETI@home estariam decifrando a mensagem vinda de outro mundo.

Em menos de setenta e duas horas chegaram os resultados indicando a mais provável origem do tão aguardado sinal. As probabilidades de serem de uma estrela próxima eram de 32%, não que 4,2 anos-luz seja exatamente perto, mas pode-se considerar praticamente um vizinho neste universo imenso. Seus olhos se encheram de lágrimas e brilharam de entusiasmo, sonhava com este momento desde seu ingresso no programa. Convocou a assessoria de imprensa para divulgar os dados e já preparava uma seleta equipe de especialistas para decodificar a mensagem com o dinheiro que certamente receberia. Era a prova de que não estamos mais sós no universo.

Passaram-se diversos anos, centenas de profissionais foram envolvidos, milhões foram gastos, nenhum esforço era considerado grande demais para se descobrir o que seres inteligentes de outro planeta teriam a nos dizer. Aos poucos, o código simples e genial, pois apesar da grande diferença entre idiomas permitia a compreensão perfeita de seu conteúdo; ia se transformando em idéias conexas até ser totalmente resolvido. A mensagem formada causou decepção geral, minando todas as esperanças de se encontrar vida inteligente em algum lugar do universo ao se depararem com um simples pedido de salgadinhos.


Baseado nesta notícia.



----------------
Now playing: Jethro Tull - Thick As a Brick Part Two
via FoxyTunes

Um comentário:

gnorante disse...

Tive ejaculação precoce e olhei o atalho para a notícia antes do texto, acabei com o mistério.