2008/06/09

Um pequeno passo na ética medicinal...

... um grande passo em direção ao estado laico.

O bom senso venceu e a pesquisa com células tronco foi liberada no Brasil. A disputa foi acirrada sendo até mesmo proposto a criação de uma agência reguladora do setor, o que aumentaria a burocracia, dificultando o avanço de estudos na área. Depois de muita discussão e protestos de conservadores foi aprovada pelo estado a pesquisa de uma das técnicas mais promissoras para a cura de doenças degenerativas, mas a parte mais cabeluda ainda há por vir tendo em vista todo o potencial das terapias genéticas.

Imaginem que em um futuro próximo seja possível (se já não é) identificar em um embrião a propensão de nascer com certas deficiências e com a terapia genética tal probabilidade fosse eliminada. Afinal, qual o mal de se evitar a cegueira ou a surdez de um indivíduo? A associação de surdos da Inglaterra já está se posicionando pelo direito de ser surdo. Pensando bem, os últimos sucessos musicais me deixam favorável a este direito.

Um comentário:

Man disse...

Engraçado você usar ética no nome deste post. Já que toda polêmica desta discussão gerava em torno desta palavrinha demasiadamente ambígua :)